Notícias

Produtores de série sobre narcotráfico são processados por filho de traficante colombiano

Produtores da Netflix são processados por traficante colombiano que afirma que a série El Cartel de los Sapos está violando a intimidade de sua família

3 min de leitura
06 Set 2021 - 08h30 | Atulizado em 06 Set 2021 - 08h30

A série colombiana El Cartel de los Sapos - El Origen, ou também conhecida como El Cartel, produzida pela emissora Caracol Televisón estreou em 2021, ainda não chegou à Netflix, mas vai render um processo para a empresa de streaming. Nesta quinta-feira (2), William Rodríguez, filho do narcotraficante colombiano Miguel Rodríguez Orejuela, que era um dos chefes do hoje desmantelado Cartel de Cali, anunciou que  processará os produtores de uma serie parecida que foi transmitida pela Netflix, onde foi retratada um perfil deturpado da sua familia, alertando que irá acionar todos os meios legais para que a série seja retirada do catálogo de exibição.

O seriado que ainda não chegou na Netflix do Brasil, conta a história dos irmãos Villegas, jovens humildes do Cartel de Cali em seu "caminho para se tornarem traficantes de drogas." Em entrevista à W Radio, William completou que os 60 capítulos de El Cartel contam uma "completa irrealidade" sobre sua família. 

Mesmo a Netfllix esclarecendo que apenas se trata de uma obra ficcional, "são produto da imaginação do roteirista", William assegura que a produção viola sua "intimidade familiar" e como o protagonista, Wilmer, se parece com ele. "Está claro que eles comercializaram meu nome". Ele declarou que a produção extraiu sem autorização trechos de um livro seu sobre a história da sua família. Já no site oficial da emissora, a Caracol Televisión constatou: a série é "baseada em fatos sobre chefes do temido Cartel de Cali."

Na ação a produtora terá que reparar os danos morais e prejuízos causados "por inventar essa historinha", disponível no catálogo da Netflix em países como Estados Unidos e Espanha.

 

https://inmagazine.com.br/post/Justica-do-RJ-autoriza-quebra-de-sigilos-fiscal-e-bancario-de-Carlos-Bolsonaro

https://inmagazine.com.br/post/Influencer-organiza-bazar-beneficente-para-APAE-e-movimenta-as-Redes-Sociais

https://inmagazine.com.br/post/EUA-investiga-falhas-no-piloto-automatico-da-Tesla

 


Reprodução/ Marca


História 

Desaparelhado nos anos 90, o Cartel de Cali era tido pelos Estado Unidos como a maior organização de narcotraficantes mundial após a destituição e morte de Pablo Escobar, chefe do Cartel de Medellin e um dos inimigos dos Orejuela

 

Os dois principais membros, Gilberto Rodríguez Orejuela, que tem 82 anos e Miguel Rodriguez que possui 78, foram presos em 1995 e extraditados para os Estado Unidos dez anos depois, onde cumprem por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro uma pena de 30 anos de prisão.

 

Foto destaque: Netflix

 

Deixe um comentário